Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"A 5ª Vaga" de Rick Yancey

Passatempo

Passatempo
Até 26 de fevereiro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017
Autora: Tessa Dare 
ISBN: 9789898843135
Edição ou reimpressão: 06-2016
Editor: TopSeller
Páginas: 320

Sinopse:
Spindle Cove é uma pacata vila costeira, só para donzelas.
As raparigas bem-nascidas, influenciáveis e que correm riscos de ser seduzidas pelos cavalheiros errados são enviadas pelas famílias para Spindle Cove. Aqui elas deverão «curar-se» com os bons ares marítimos, desenvolver os seus talentos e viver vidas tranquilas. Susanna Finch é a anfitriã da vila e guardiã deste verdadeiro refúgio, livre de homens e de tentações.
Mas com a chegada de um homem…
Retirado da frente de guerra contra Napoleão após sofrer um ferimento, o tenente-coronel Victor Bramwell quer agora recuperar o comando do seu regimento. O seu plano leva-o a Spindle Cove onde, ao contrário do que esperava, acaba por receber um título de conde, um castelo e a responsabilidade de criar uma milícia para defender a vila.
Vai ser palco de uma verdadeira guerra dos sexos.
Susanna teme que a presença de uma milícia na vila desencaminhe as donzelas. E o tenente-coronel tem de cumprir a sua missão para poder voltar para a guerra. Nasce, assim, uma autêntica guerra dos sexos. Mas com a atração crescente que sentem um pelo outro, serão eles capazes de manter os seus planos? Ou irão declarar-se vencidos pelo amor?


Opinião:
Adoro romances históricos... É mais forte do que eu! Apesar de não ter ficado muito entusiasmada com a capa, a sinopse prometia um romance engraçado e que me ia prender do início ao fim. E posso dizer que este livro prometeu e entregou!!

Susanna adora o seu trabalho. É a responsável por Spindle Cove, um retiro para jovens mulheres de importantes famílias. Aí podem descansar, restituir-se dos infortúnios da vida e até mesmo esconder-se simplesmente da sociedade. Uma vida calma e relaxante que Susanna adora, não sentido vontade alguma de a mudar.

Mas do nada aparece uma frota cheia de homens comandada por Victor Bramwoll, um tenente-coronel que recebe aquelas terras de presente por um bom trabalho durante a guerra. E decide transformar aquele lugar num sítio onde todos os seus homens o podem desfrutar, a sua recompensa por o terem acompanhado todos aqueles anos, arriscando as suas próprias vida.

Claro que nem um nem outro esperava alguma vez ser incomodado naquelas terras longe de tudo e todos. Susanna utiliza o direito de nascimento, afirmando que aquelas terras pertencem à sua família. Victor tem prova documental em como estas lhe tinham sido oferecidas.

Dois personagens que acabam por ser mais semelhantes um com o outro do que aquilo que se poderia pensar. E como vocês já calculam sim, estes ficam juntos no final. Apesar de acharem que aquele "território" lhes pertence, é ao conseguir alcançar o equilíbrio, mantendo-se ambos os donos daquele lugar, que se descobrem mais felizes e realizados.

São ambos personagens fortes e lutadores, com opiniões fortes e línguas afiadas, que apenas querem trazer felicidade aos que os rodeiam e vêem em Spindle Cove o lugar ideal para levar a cabo tal empreendimento. A história desenrola-se como seria de esperar, eles encontram-se e o ódio torna-se atração que acaba por se transformar em amor. Mas até chegarmos a esta transformação temos imensas peripécias que tornam este livro uma excelente leitura para relaxar e que sem dúvida me divertiu.

Experimentem e vão ver que irão gostar!




 

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017
Autora: Anders Roslund
ISBN: 9789896577261
Edição ou reimpressão: 03-2016
Editor: Editorial Planeta
Páginas: 520

Sinopse:
Um livro muito intenso, baseado em factos verídicos, em que um dos autores faz parte da família de assaltantes e é protagonista do livro. Este thriller inebriante de cortar a respiração conta-nos a história de como três rapazes se transformam, ao longo da vida, de crianças inocentes nos criminosos mais procurados da Suécia. O seu vínculo foi forjado enquanto cresceram sob o jugo de uma família violenta.
E do homem que os moldou dessa forma: o pai.


Opinião:
Um livro que me chamou imenso a atenção devido à sinopse. Devido a ser uma história original escrita por um dos irmãos dos criminosos. Um dos irmãos que é um dos grandes escritores da atualidade escadinava.

Leo, Felix e Vincent são três irmãos extremamente unidos que têm como grande impulsionador dessa união um pai abusador, com mão pesada e que mantém uma grande relação de proximidade com a bebida. Levando uma infância complicada, tiveram de crescer demasiado cedo, compreendendo que as suas vidas estão longe de ser perfeitas.

Já adultos, decidem afastar-se de uma vez por todas do progenitor, que para além de descarregar a fúria neles, ainda fazia pior com a mãe. Uma mulher que os adorava e que fazia de tudo para os proteger, acabando ela por ser o "elo mais fraco" de toda a família.

Contruindo uma vida do zero, a única coisa boa que retiram da infância é o laço contruído entre os três devido aos anos de abuso pelos quais passaram. E quando reparam que precisam de dinheiro, não se afastam, antes pelo contrário, tornam-se ainda mais unidos que nunca tornando-se nos melhores assaltantes de bancos da Suécia. Assaltos feitos com precisão, em que cada segundo existe e está contado por alguma razão.

Contado numa só voz mas em diversos tempos, este é um livro que nos conta o que se está a passar no presente, nomeadamente no momento em que os assaltantes planeiam e executam os seus planos. Mas ao longo de toda a narrativa temos não apenas a história dos assaltos, mas também da família disfuncional a que pertenciam os três irmãos, o passado.

Uma família com uma relação criada com base em chatagens, reações de ódio, recompensas que se obtinham por guerra e tareia. Uma família que jurou nunca seguir as pegadas do progenitor, mas que acabam por seguir algo que consegue ser ainda pior.

Um livro muito bem escrito, com uma história que nos prende. Se por um lado queremos saber mais sobre como vão terminar os assaltos, por outros queremos saber as razões que levam os irmãos a ser como são. A reagir como reagem. A decidir viver a vida daquela forma quando tinham jurado que iriam ser pessoas exemplares e corretas.

Um livro que me surpreendeu e que recomendo.
sábado, 18 de fevereiro de 2017