Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"A Química do Amor" de Emily Foster

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sábado, 25 de janeiro de 2014
Autor: J. R. R. Tolkien
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 264
Editor: Europa-América
ISBN: 9789721061903

Sinopse:
O Hobbit é a história das aventuras de um grupo de anões que vão à procura de um tesouro guardado por um terrível dragão. São relutantemente acompanhados por Bilbo Baggins, um hobbit apreciador do conforto e vida calma. Encontros com elfos, gnomos e aranhas gigantes, conversas com o dragão, Smaug, o Magnífico, e a presença involuntária na Batalha dos Cinco Exércitos são algumas das experiências por que Bilbo passará. O Hobbit é não só uma história maravilhosa como o prelúdio a O Senhor dos Anéis.


Opinião:
Todos conhecem O Hobbit. Mesmo que não conheçam a obra literário a verdade é que os dois primeiros filmes da sua adaptação cinematográfica foram um sucesso em todo o mundo, levando a que a atenção de muitos se virem para o livro que deu origem aos filmes. Depois de ter lido, pela primeira vez, um livro do autor durante este mês, não resisti a pegar neste e a entrar mais uma vez numa aventura mágica, onde a história fantástica e a escrita maravilhosa do autor fornecem o plano de fundo ideal para qualquer leitor ser absorvido para esta aventura.

Bilbo Baggins é um hobbit como qualquer outro, gosta de vestir roupa de cores berrantes e de estar na paz da sua casa a fumar um belo charuto. Gosta da paz do seu abrigo, dos campos esverdeados em seu redor e da calma única que vive. Mas tudo muda quando repentinamente Gandalf, um grande feiticeiro conhecido por aquelas paragens pelos seus maravilhosos fogos de artifício aparece. E quando no dia seguinte começam a surgir do nada anões, sem qualquer boa educação, que se instalam em casa de Bilbo como se esta fosse sua. Sujam toda a loiça existente nos armários e acabam com todas as provisões de comida do pobre hobbit, mas tal não é o pior. O pior é que os 13 anões acham que Bilbo é um grande assaltante e que os irá acompanhar numa grande aventura, embora a realidade é que os hobbits são conhecidos por serem seres calmos e que nunca se querem meter em apuros! Mas Bilbo não é um hobbit qualquer e acaba por não resistir a entrar na grande aventura que os anões e Gandalf lhe propõem, acabando por entrar na maior aventura da sua vida.

Muito sinceramente devo admitir que mais uma vez o que mais me surpreendeu foi a escrita do autor. Embora no livro anterior deste o tom do livro tenha sido como se fosse um bardo a contar a história, neste livro estamos perante um narrador irónico e que fala directamente com o leitor. Um narrador com quem sentimos de imediato uma grande afinidade e que nos faz rir nas situações mais difíceis e sérias ao longo do livro. Bilbo é uma personagem interessante, pois através dele acabamos por ter um ser que nascera para viver sossegadinho na sua casa sem grandes emoções ao longo da sua vida - como era suposto viveram todos os hobbits -, mas que acaba por se revelar uma mistura de coragem e inteligência que acaba por ser muito necessária em toda a aventura.

Neste livro não há propriamente um grande aprofundamento de mais personagens, sendo Bilbo a mais aprofundada e falada. Os seus companheiros anões são muitas vezes classificados, mas acaba sempre por ser um uma descrição muito superficial que acaba apenas por ser aprofundada um pouco através de pormenores, aqui e acolá, ao longo do livro. Apesar de este livro me ter prendido de imediato, não consegui deixar de fazer algumas comparações com os filmes. A minha conclusão? O primeiro filme é muitíssimo fiel à primeira metade do livro. O segundo embora relate um pouco os acontecimentos que sucederam no livro tem imensos pormenores adicionados, personagens que não aparecem e que no filme existem, romances extra no filmes, etc.

Um livro que vale a pena e que qualquer amante de fantasia deveria ler, nem que fosse apenas pela fantástica escrita do autor.

0 devaneios :