Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Conhecessem a Minha Irmã..." de Michelle Adams

Passatempo

Passatempo
Até 3 de Setembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sábado, 22 de março de 2014
Autor: Carina Portugal
Edição/reimpressão: 2013
Editor: Smashwords, Inc.
ISBN: 9781311937070

Sinopse:
Um sorriso doce pode esconder o segredo mais obscuro. Philip Reeve é um artesão reconhecido e Angelique uma frágil bailarina francesa que, no Teatro Dark Forest, o encantou com a sua arte . Quando a dama o visita na loja de brinquedos, Philip não consegue esquecer a cena presenciada nos bastidores, nem o medo que vê nela. Contudo, é incapaz de imaginar a magnitude da tempestade que se adivinha.


Opinião:
Estava no comboio de regresso a casa e senti necessidade de ler alguma coisinha. Mas queria algo pequenino e diferente. Enquanto passeava pela biblioteca do kobo, a tentar decidir o que ler, encontrei este conto por lá, um conto da Carina Portugal, uma escritora nacional de quem já tinha lido um outro conto de que gostara. Por isso decidi experimentar e ler esta nova história, uma história de que gostei muito.

Philip é uma pessoa simples. Uma pessoa simples que se torna conhecida no reino devido à sua inteligência e curiosidade em redor de pequenos mecanismos de corda, mecanismos esses que não servem apenas para brincar e enfeitar, mas também para salvar vidas. E ele mesmo é prova disso, ao ter um coração feito por si mesmo, um coração que requer cuidados diários, mas que o permite viver como uma pessoa normal.

Num dia, Philip vai ver um bailado e fica encantado com a bailarina principal. Uma rapariga lindíssima, frágil e que o encanta de imediato. Não resistindo a dizer-lhe o que pensa dela, Philip vai ao seu encontro, apenas para entrar num mundo de conspirações e crueldade humana que ele nunca esperara.

Foi um pequeno conto cuja leitura me soube lindamente. Embora seja, tal como já referi, pequeno, a própria história está perfeitamente delineada e desenvolvida. Ficamos a conhecer a bela bailarina, uma rapariga que chama casa ao teatro e família a todos aqueles com quem convive diariamente nos treinos e peças; o jovem inventor, uma pessoa simples de coração mas com um grande intelecto e um sentido de dever acima da média; o grande amigo deste, um mulherengo de primeira que apesar de tudo apoia o amigo em tudo o que este faz; e o aprendiz de Philip, um rapaz que sobreviveu devido aos inventos deste e que o adora acima de tudo, acabando por se tornar a minha personagem favorita neste livro, pela sua inocência, inteligência e adoração por Philip - achei esta adoração muitíssimo amorosa!

Esta é uma história que se destaca pela escrita da autora, uma escrita fluída e até mesmo poética. Foi esta escrita que me deixou entrar no conto, conhecer as personagens, adorá-las e querer que tudo acabasse bem para estas. Um pequeno conto que aconselho-vos a ler, pois é muitíssimo ternurento e aposto que irão gostar.

0 devaneios :