Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"A Rapariga de Antes" de J.P. Delaney

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

domingo, 3 de janeiro de 2016
Autoras: Amie Kaufman e Meagan Spooner
Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 360
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896576066

Sinopse:
É uma noite igual às outras a bordo da Ícaro, os passageiros divertem-se. Tarver convida Lilac para ver as estrelas. Então, a catástrofe abate-se sobre a enorme nave de luxo: de súbito é puxada para fora do hiperespaço e despenha-se no planeta mais próximo. Lilac Laroux e Tarver Merendsen sobrevivem.
E estão sozinhos.


Opinião:
Engraçado. Tinha lido uma notícia no blogue Algodão Doce para o Cérebro sobre este livro, relativamente à aquisição dos direitos e afins e passado pouco tempo vejo que o livro, que me tinha deixado a pulga atrás da orelha, encontrava-se para venda!! Mas este não foi um livro que me tenha chamado a atenção pela capa, admito. Antes pelo contrário, ao olhar para a capa pensaria num livro de crianças. Acho-a um pouco mal realizada para o género de livro que é e remete para algo totalmente diferente do que o que encontramos na narrativa, o que foi pena, pois eu gostei da narrativa em si.

Lilac é a adolescente mais famosa da galáxia. E a mais rica, já que falamos nisso. É filha do homem mais poderoso de toda a galáxia e como tal a sua vida é cheia de festas, prendas, dinheiro e amigos... que em grande parte das vezes apenas querem ser reconhecidos por se darem com ela. Todos conhecem a sua cara e sabem o seu nome... menos Tarver, aparentemente. Sendo um herói de guerra, Tarver tinha sido convidado para uma das festas dada pelo pai de Lilac. Assim era possível passar para fora que aquela era uma festa aberta a qualquer audiência, mas Tarver sabia que apenas ali estava para servir de modelo, mostrando a todos a bondade de Laroux. Ele e todos aqueles que continuavam constantemente a apontar-lhe o dedo e a falar baixinho sobre a sua vida e respetivos feitos. Até que de repente vê uma rapariga lindíssima que nunca vira na vida. Alguém que lhe prendera a atenção de imediato, um sentimento que parecia recíproco. Decidido a tentar a sua sorte, Tarver acaba por se sentir gozado quando mais tarde lhe dizem que aquela jovem que lhe dera com os pés de forma tão brusca era nada mais anda menos que Lilac Laroux.

Mas quando Tarver está demasiado preocupado com a sua vergonha momentânea, algo ocorre na nave de luxo em que se encontra e onde está a ocorrer a festa, e do nada esta tem que ser evacuada. Tentando fugir em desespero, acaba por consegui-lo quando alia a sua força com a inteligência de Lilac, algo que terá herdado sem dúvida do pai. Sendo uma saída de emergência, a nave de emergência acaba por não aterrar onde seria suposto, deixando Traver e Lilac sozinhos num planeta que, apesar de aparentar ter vida, parecem ser os únicos sobreviventes.

Não, este não é um livro exclusivamente para adultos, antes pelo contrário, diria que ele é mais young adult do que propriamente para adultos. A escrita está direcionada para um público mais jovem e a maneira de ser das próprias personagens acaba por ser uma prova disso. Acabamos assim por nos encontrar perante personagens que apesar de saberem o que querem são inseguras essencialmente devido à idade, havendo a falta de alguma experiência de vida. Mas não se preocupem que eles bem começam a ganhar essa experiência de vida ao longo da ação de todo este livro. Acabamos por conhecer melhor Tarver, um herói de guerra que já viu que lhe chegasse para toda a vida e Lilac, uma princesinha que ao longo da narrativa acaba por provar ser muito mais do que aquilo que pensávamos inicialmente, demonstrando uma inteligência e simplicidade sem igual.

A narrativa acaba por se centrar muito no romance entre estes dois jovens, que acabam por ser muito mais parecidos entre si do que inicialmente quereriam crer. Vemos como deitam as diferenças para trás da costas e se ajudam mutuamente à medida que lutam para sobreviver num novo ambiente assustador e muito misterioso, sendo este o grande ingrediente de todo o livro.

Um bom livro e uma boa leitura, apesar de não ser nada de outro mundo.

0 devaneios :