Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"A Rapariga de Antes" de J.P. Delaney

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sábado, 12 de março de 2016
Autora: Jenny Han
Edição/reimpressão: 2016
Páginas: 272
Editor: TopSeller
ISBN: 9789898800770

Sinopse:
Ele é o único homem que a fez sentir-se viva.
Mas também é aquele que a poderá destruir.
Lara Jean sempre teve uma vida amorosa muito atribulada, pelo menos na sua imaginação. Ela jamais imaginou que as cartas que escreveu a despedir-se dos rapazes por quem se apaixonou, mas a quem nunca teve coragem de confessar o seu amor, chegassem às mãos dos seus destinatários. E por causa disso meteu-se numa grande confusão. Para escapar à vergonha, começou um namoro a fingir com o Peter Kavinsky.
Lara nunca esperou apaixonar-se a sério pelo Peter. E por isso está mais confusa do que nunca.
Agora, ela terá de aprender a estar num relacionamento que, pela primeira vez, não é a fingir. Porém, quando um outro rapaz do seu passado reaparece na sua vida, Lara percebe que também nutre por ele sentimentos mais profundos. Será possível uma rapariga estar apaixonada por dois rapazes ao mesmo tempo?
Uma história dedicada e encantadora, que nos mostra que o amor não é fácil, mas que é por isso mesmo que é tão fascinante apaixonarmo-nos.


Opinião:
Depois de ter lido o primeiro livro da coleção, onde me havia divertido e largado umas boas gargalhadas, não resisti a ler a sua continuação. Queria saber em que confusões se havia metido Lara Jean, uma rapariga muitíssimo despistada e tímida que tinha sido obrigada a enfrentar essa timidez quando as cartas, que tinha escrito a todos os rapazes por quem tinha uma paixoneta mas nunca enviado, tinham sido postas no correio. Este livro é muito dentro do género do anterior, apesar de eu ter achado mais fraquinho. Um livro que foi escrito para explorar o sucesso do antecedente e que, apesar de dar uns bons momentos de entretenimento, fica aquém das expectativas.

A vida de Lara Jean parece finalmente ter acalmado. Tem um namorado que a adora, uma relação que todos julgavam impossível, a escola não podia estar melhor e toda a confusão gerada pelo envio das diversas cartas tinha finalmente acalmado, nada poderia estar melhor!! Mas Lara é apenas uma adolescente. Uma adolescente que nunca tivera um namorado em toda a sua vida e a quem as relações dependiam apenas de cartas que escrevia, dirigidas ao amado que ficavam para todo o sempre numa caixa escondidas de todos. Uma adolescente que tem que aprender a confessar os seus sentimentos, algo complicado quando tem sentimentos por dois rapazes ao mesmo tempo...

Este é um livro que, apesar de achar que ficou aquém das expectativas (muito por culpa de eu ter adorado o livro anterior), gostei muito. As personagens criadas pela autora são extremamente reais e têm todas uma doçura própria que gosto muito. Lara Jean é uma adolescente confusa e que está a passar pelo seu primeiro romance a sério e apesar de todos os problemas que lhe aparecem à frente, mantém a sua personalidade. Uma personalidade decidida apesar de ter as suas dúvidas, mas são dúvidas compreensíveis, não exageradas. É uma personagem que vive a vida devagar, apesar de continuar a pensar no que poderá acontecer no futuro. Acho-a uma personagem muito real e isso estende-se a todas as outras.

Nesta narrativa acompanhamos muito Lara Jean, mas também ficamos a conhecer melhor Peter, o típico adolescente popular que gosta de ser conhecido, mas que revela neste livro um outro lado da sua personalidade muito diferente do que esperava. Acaba por mostrar o lado receoso e preocupado quando começa a perceber que Lara Jean tinha dúvidas da relação, uma relação de que ele gostava e queria manter. John, o adversário de Peter, acaba por surpreender-nos igualmente e esta é a personagem culpada pelos receios de Peter. John era um rapaz que precisava de ser protegido quando era mais novo, mas em adolescente conseguia destronar Peter do trono da popularidade.

Um livro que não é tão bom como o primeiro, mas que gostei muito de qualquer forma.

0 devaneios :