Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Desejo Concedido" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sexta-feira, 2 de setembro de 2016
Autora: Johanna Lindsey
ISBN: 9789892335667
Edição ou reimpressão: 06-2016
Editor: Edições Asa
Páginas: 384

Sinopse:
Roslynn Chadwick é uma jovem solteira muito cobiçada. Ninguém diria que a sua vida está longe de ser um mar de rosas. Por um lado, acaba de herdar uma fortuna. Por outro, vê-se obrigada a encontrar rapidamente um marido para escapar ao casamento forçado com um primo ganancioso. E embora esteja desesperada, sabe que não pode baixar a guarda, pois não faltam galãs dispostos a aproveitar-se da sua situação.
Tudo se complica ainda mais quando conhece Anthony Malory. Um sedutor da pior espécie, em cujos olhos azuis se adivinham prazeres inimagináveis. Como ela gostava de se render aos seus encantos… Porém, a reputação de Anthony é escandalosa e deixa Roslynn perante um dilema: se acreditar nas promessas apaixonadas dele, arrisca-se a perder tudo; mas, se negar as vontades do seu coração, poderá estar a abdicar de um amor sem igual…


Opinião:
Já que tinha lido o primeiro livro desta saga e como tinha o segundo logo ao lado, porque não? Tinha gostado do primeiro livro, é o género de literatura um tanto ou quanto cliché que adoro e estava cheia de vontade de continuar a saber o que iria acontecer à família Malory.

Roslynn é uma escocesa de elevado nascimento que acaba de ficar a chefe de família. Em nome, papel e dinheiro. De um momento para o outro fica riquíssima e se pensam que isso a alegra estão enganados. Roslynn sabe que o primo está deserto para ficar com esse dinheiro e uma das hipóteses para tal acontecer será arranjar forma de casar com Roslynn, algo que esta abomina. Para fugir das garras do primo, Roslynn acaba por fugir da Escócia e vai para Londres, onde poderá encontrar um marido que a proteja do primo.

Anthony é o quarto filho da família Mallory. Tio da protagonista do primeiro livro, é muito dado à família e é conhecido por ser um libertino da pior espécie... Encantador, charmoso e preocupado com as amantes. Um homem que consegue sempre o que quer. Até conhecer a escocesa Roslynn.

A premissa tinha tudo para ser um livro estupendo. Adoro livros que tenham pessoas escocesas, pois trazem sempre personagem com grande personalidade, fortes, determinadas a lutar pelos seus objetivos e preocupadas com os outros. Roslynn tem muitas destas características, mas falta um pouco de sensibilidade para compreender os sentimentos dos outros e não apenas os seus. É uma personagem de quem ora tinha pena ora me apetecia bater-lhe. E se por um lado parecia que tinha uma personalidade escocesa forte, por outro apenas tinha uma horrível personalidade escocesa. Culpava todos pelos seus erros e arranjava sempre forma de dar a volta aos problemas de forma a estes nunca serem culpa sua. 

Gostei da personalidade de Anthony neste livro. A autora conseguiu passar na perfeição, para o papel, a adoração que este tem por Roslynn. Este fazia de tudo para que ela estivesse bem, para a proteger e ao longo do livro, à medida que descobre que está apaixonado, faz de tudo para Roslynn ser sua. Mas a constante atitude desconfiada de Roslynn põe tudo em causa ao longo do livro. Para uma escocesa com uma opinião tão forte, agarra-se bem às opiniões dadas pelas outras pessoas.

Adorei a personagem masculinas, mas a feminina acabou por ultrapassar a linha entre determinada e mimada e foi isso que não gostei. Sem dúvida que o primeiro livro é melhor. Apesar disso tenho curiosidade em continuar a ler a saga, para ver se este livro foi um "lapso" da autora ou se esse lapso (positivo) aconteceu no primeiro volume da coleção.

0 devaneios :