Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"A Rapariga de Antes" de J.P. Delaney

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sábado, 11 de fevereiro de 2017
Autora: Jodi Meadows
ISBN: 9789898730206
Edição ou reimpressão: 05-2015
Editor: Lápis Azul
Páginas: 352

Sinopse:
Quando Ana nasceu, o mundo mudou. Durante cinco mil anos, o mesmo milhão de almas renasceu uma e outra vez, guardando consigo a memória das experiências vividas e de tudo o que aprenderam. Mas Ana é nova. Não é nenhuma das almas que todos conhecem desde o princípio de tudo e, por isso, a sua existência é, para muitos, perturbadora.
Temida ou desprezada pela maioria, incluindo a sua própria mãe, Ana quer apenas descobrir quem é e porque nasceu. São essas as razões que a levam a partir em busca de respostas. Mas a perigosa jornada até a cidade Coração é apenas o início da aventura e, contando apenas com a proteção de um amigo inesperado, Ana está longe de imaginar que o seu mistério se prende com o coração da própria cidade.


Opinião:
Esta capa é lindíssima e foi essa a grande razão para querer ler este livro. Mas visto não conhecer de forma alguma a autora, a editora e outros detalhes andei meio pé atrás durante algum tempo, até me ter decidido finalmente por ler este livro.

O mundo é habitado por pessoas que morrem e voltam a renascer. Pessoas que têm relacionamentos demasiados adultos e que sabem mais da vida e do mundo do que qualquer um de nós. Do que Ana! Ana nasce e pensa que é uma pessoa como qualquer outra, até se aperceber que tem que aprender a ler, a falar, a andar. Todos em seu redor são demasiado responsáveis para a idade, cultos, sabedores do mundo em seu redor. Ana acaba por crescer com uma mãe abusadora que a odeia, sendo renegada por todos até compreender que ela é nova, que a sua alma é novinha em folha, ao contrário de todas as outras pessoas em seu redor, que têm almas que já renasceram centenas de vezes e que se conhecem de outras vidas e mundos.

Para Ana existir uma destas antigas almas, conhecida por todos naquela terra, tinha morrido e isso fizera com que Ana fosse renegada e odiada por muitos... Até conhecer Sam, que acaba por a "adoptar", tratando-a com amor e carinho, algo que ela não conhecia...

É um livro para uma camada mais jovem de leitores, tendo uma escrita bem construída e com um crescimento lógico. Acabamos por ter uma história com uma personagem extremamente querida e adorável, mas que acaba por ter atitudes que, apesar de a autora querer fazer parecer adultas, acabam por demonstrar a juventude da personagem, o que também funciona bem, afinal estamos perante uma alma "jovem" e "nova".

A história centra-se em duas bases. Na relação abusiva de Lin e Ana e na relação amorosa e esquisita entre Ana e Sam. Se na primeira temos um ódio que por mais que tentemos não compreendemos, na outra temos um carinho que também fica um pouco aquém da razão.

Ficamos com imensas perguntas e isso faz com que tenhamos mais vontade de saber o futuro da trilogia, que apesar de ser virada para um público young adult, não deixa de ser uma leitura agradável para um público mais adulto e conhecedor do género literário.

0 devaneios :