Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Desejo Concedido" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017
Autora: Anders Roslund
ISBN: 9789896577261
Edição ou reimpressão: 03-2016
Editor: Editorial Planeta
Páginas: 520

Sinopse:
Um livro muito intenso, baseado em factos verídicos, em que um dos autores faz parte da família de assaltantes e é protagonista do livro. Este thriller inebriante de cortar a respiração conta-nos a história de como três rapazes se transformam, ao longo da vida, de crianças inocentes nos criminosos mais procurados da Suécia. O seu vínculo foi forjado enquanto cresceram sob o jugo de uma família violenta.
E do homem que os moldou dessa forma: o pai.


Opinião:
Um livro que me chamou imenso a atenção devido à sinopse. Devido a ser uma história original escrita por um dos irmãos dos criminosos. Um dos irmãos que é um dos grandes escritores da atualidade escadinava.

Leo, Felix e Vincent são três irmãos extremamente unidos que têm como grande impulsionador dessa união um pai abusador, com mão pesada e que mantém uma grande relação de proximidade com a bebida. Levando uma infância complicada, tiveram de crescer demasiado cedo, compreendendo que as suas vidas estão longe de ser perfeitas.

Já adultos, decidem afastar-se de uma vez por todas do progenitor, que para além de descarregar a fúria neles, ainda fazia pior com a mãe. Uma mulher que os adorava e que fazia de tudo para os proteger, acabando ela por ser o "elo mais fraco" de toda a família.

Contruindo uma vida do zero, a única coisa boa que retiram da infância é o laço contruído entre os três devido aos anos de abuso pelos quais passaram. E quando reparam que precisam de dinheiro, não se afastam, antes pelo contrário, tornam-se ainda mais unidos que nunca tornando-se nos melhores assaltantes de bancos da Suécia. Assaltos feitos com precisão, em que cada segundo existe e está contado por alguma razão.

Contado numa só voz mas em diversos tempos, este é um livro que nos conta o que se está a passar no presente, nomeadamente no momento em que os assaltantes planeiam e executam os seus planos. Mas ao longo de toda a narrativa temos não apenas a história dos assaltos, mas também da família disfuncional a que pertenciam os três irmãos, o passado.

Uma família com uma relação criada com base em chatagens, reações de ódio, recompensas que se obtinham por guerra e tareia. Uma família que jurou nunca seguir as pegadas do progenitor, mas que acabam por seguir algo que consegue ser ainda pior.

Um livro muito bem escrito, com uma história que nos prende. Se por um lado queremos saber mais sobre como vão terminar os assaltos, por outros queremos saber as razões que levam os irmãos a ser como são. A reagir como reagem. A decidir viver a vida daquela forma quando tinham jurado que iriam ser pessoas exemplares e corretas.

Um livro que me surpreendeu e que recomendo.

0 devaneios :